Sua vida seria muito mais interessante e recompensadora se você pudesse ser um pouco mais destemido. Ficar na sua zona de conforto está estrangulando sua vida. Apenas um pouco mais de coragem ajudará a sua auto-estima também.

Você não precisa apenas desejar ser mais ousado, pode ser mais ousado. Há uma pessoa destemida à espreita dentro de você!

Use essas ideias para construir sua bravura:

 

  1. Evite se preocupar com o que os outros vão pensar de você. A menos que você possa encontrar uma maneira de se colocar nos livros de história, não vai demorar muito até que não haja ninguém que se lembre de você. Então, do que você tem medo?

 

RelacionadasTop 5 pessoas bem sucedidas que passaram por dificuldades extremas antes de terem tido sucesso

Quando vemos celebridades bebendo vinho e desfrutando suas férias em lugares como as Bahamas, muitas vezes pensamos que são pessoas que sempre tiveram um bom tempo desde o nascimento. Claro, algumas pessoas como Leonardo Di-Caprio apreciaram a vida das celebridades desde que eram jovens, mas algumas celebridades passaram por dificuldades extremas antes de chegarem ao topo.

 

  1. Pergunte a si mesmo: “Qual é o pior que pode acontecer?” A menos que você esteja em perigo de cair na morte ou perder um membro, provavelmente não há muito com o que se preocupar. Quando estiver com medo, descubra o pior resultado possível. Se você pode viver com isso, não há nada para se preocupar.

 

  1. Lide com estressores e medos menores. A chave para administrar grandes medos é lidar com os menores. Sua mente se acostumará com seus novos padrões de pensamento e ação. Além disso, a habilidade e a confiança que você ganha superando medos menores lhe darão a capacidade de dominar os maiores.

 

  1. Aprenda a relaxar. A melhor maneira de superar uma reação de medo é relaxar. Você pode treinar-se para relaxar automaticamente quando sentir medo pela primeira vez. Relaxe seus músculos, pense em pensamentos pacíficos e respire profundamente. Novamente, pratique com problemas menores primeiro.

 

  1. Jogue as probabilidades. Quantos de seus medos realmente se tornam realidade? Alguns estudos sugerem que o número é de cerca de 20%. Então, há 80% de chance de que seus medos não se tornem realidade. Se você consegue lidar com o pior resultado possível, e há apenas 20% de chance de acontecer, você tem pouco com o que se preocupar.

 

  1. Perceba que o medo só acontece entre os seus ouvidos. Quase todos os medos são únicos. Você pode ter medo de cobras, mas seu amigo não tem. Você pode ter medo das alturas, mas sua irmã as considera estimulantes. Na maioria dos casos, você é a fonte do seu medo.

 

  1. Concentre-se nas possibilidades positivas. Em vez de pensar em cada pequena coisa que pode dar errado, considere o que pode dar certo. Permita-se sentir entusiasmado com as possibilidades. Imagine o quanto sua vida seria mais emocionante se você se desse a chance de ter algo incrível acontecendo todos os dias!

 

  1. Veja o medo como um desafio. Pense no medo como o começo de um jogo. Veja se você consegue fazer uma ação que deixa você com medo quando pensa em fazê-lo. Claro, seja esperto e desafie-se a fazer coisas que possam realmente melhorar sua vida.

Você pode viver uma vida destemida e experimentar muitas aventuras mais recompensadoras do que você faz agora. Seus medos são fabricados dentro de sua cabeça. Você pode deixá-los ir e ser ousado.

Comece hoje fazendo algo que você sempre quis fazer, mas não teve coragem suficiente. Apenas relaxe e faça isso. Mostre a si mesmo que não há nada a temer.

Leia o Próximo

Avalie esta postagem
Print Friendly, PDF & Email

Alan Maiccon nasceu em Campinas, São Paulo, em 26 de outubro de 1994. Começou sua carreira de escritor aos 22 anos. Freqüentou o Ensino José Maria Matosinho e serviu no exército brasileiro durante o período 2013 – 2014. Começando uma longa carreira no mundo empresarial, fundou a Escola do Legado, e publicou a primeira obra Mudança Sem Pressão. Em 2016, lançou o primeiro de uma série de panfletos sobre autoajuda e desenvolvimento pessoal, usando linguagens de comunicação reiteradas na Programação Neurolinguística (PNL) para ilustrar suas lições. Tais livros são distribuídos em grandes editoras, empresas como Clube de Autores e Amazon, e tornaram-se familiares a milhões de pessoas, o mais famoso sendo – o Poder do legado, do titulo ao conteúdo tornou-se um clássico moderno entre os livros de auto-ajuda.