Morreu nesta segunda-feira (17) o advogado Dálio Zippin Filho, aos 76 anos, em Curitiba. Ele estava internado em um hospital da capital. O criminalista e professor de Direito se destacou pela atuação em defesa dos direitos humanos. Neste ano, foi homenageado pela seccional Paraná da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) pelos 50 anos de atuação profissional sem nenhuma condenação disciplinar.

A causa da morte não foi divulgada. O velório ocorrerá na capela 01 do Cemitério Municipal São Francisco de Paula. O enterro está marcado para terça (18), às 11 horas, no mesmo cemitério.

Em outubro deste ano, Zippin Filho foi tema de coluna de José Carlos Fernandes. Algumas causas que o advogado defendia foram destacadas no texto, como os direitos da população LGBT, crianças e adolescentes vulneráveis, sistema prisional – era presidente do Conselho Penitenciário do Paraná -, entre outras.

“Dálio foi um dos grandes advogados criminais do estado. Prestou valorosos serviços à Ordem dos Advogados, à frente de diversas comissões, como a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos. Era muito admirado e respeitado por toda advocacia criminal. Deixará muitas saudades”, afirmou o presidente da Comissão da Advocacia Criminal, José Carlos Cal Garcia Filho, ao site da OAB-PR.


Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Gazeta do Povo e não é de responsabilidade da Escola do Legado.


Posts mais recentes

Print Friendly, PDF & Email